Blog do Garreto - A credibilidade é o compromisso da informação!

Escolas estaduais do interior do Maranhão têm as piores notas do Enem 2014

A lista de escolas foi divulgada hoje pelo Inep

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, nesta quarta-feira (5), as notas por escola da edição de 2014 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
Entre as 10 escolas que alcançaram as maiores médias nas provas objetivas, somente duas são da rede federal de educação. Já o Centro Educacional (CE) Professora Leda Tajra em Buriti Bravo, é a sétima instituição de ensino com média mais baixa no país.
No topo da lista, está o Centro Educacional Montessoriano Reino Infantil, em São Luís, com nota 644,33 – 98,63 pontos a menos que a maior nota do país (742,96, de uma escola em São Paulo). Colégio Educallis (629,14), Jardim Escola Crescimento (628,44), Colégio Literato (607,86) e Upaon Educacional (605,01) aparecem em seguida no ranking, todos de São Luís.
O campus de Imperatriz do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) – 602,58 –, o Complexo Educacional Dom Bosco de Balsas (590,76) e o Instituto Educacional Sul Maranhense COC, também de Imperatriz (584,84), são as únicas instituições do interior do Estado a aparecer no ‘top 10’ do ranking do Inep.
Menores médias
Na outra ponta da lista, as 10 escolas com os piores resultados – entre 423,16 e 436,81 pontos – no Enem são da rede estadual de ensino, e todas do interior do Maranhão.
São elas: CE Teofilo Dias (Aldeias Altas), CE Dr. José Arouche (São Vicente Férrer), CE Senador José Neiva (Lagoa do Mato), CE Sertão Maranhense (Carolina), CE Livino de Souza Rezende Anexo II (Itaipava do Grajaú), CE Edison Lobão (Mirador), CE Parsondas de Carvalho – Anexo Boa Lembrança (Sítio Novo), CE Cristino Pimenta – Anexo II (Bacuri), CE José Maria de Araújo – Anexo I (Olinda Nova do Maranhão) e CE Professora Leda Tajra – Anexo Juçara (Buriti Bravo) – a sétima com média mais baixa no país.
A lista completa das escolas você confere AQUI.
Com informações do G1, Maranhão
Categoria: Política

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*