Blog do Garreto - A credibilidade é o compromisso da informação!

Roberto Costa solicita pagamento para trabalhadores de escolas em Bacabal

É um absurdo o atraso de pagamentos dos vigilantes de Bacabal da empresa Colt, o pagamento esta atrasado há seis meses. Esse problema de atraso em nosso estado já é antigo e parece que o governador não se importa muito com a situação dos vigilantes, que deixa famílias em situação crítica. Esse atraso de pagamento vem desde a administração passada, e parece que vai continuar do mesmo jeito, funcionários estão cansados de ouvir promessas e querem e merecem uma ação que vise a valorização dos mesmos.

Aurina Carneiro / Agência Assembleia

O deputado Roberto Costa (PMDB) ocupou a tribuna, na manhã desta quinta-feira (6), para fazer um apelo ao governo do estado, para que seja reestabelecido o pagamento dos vigilantes que prestam serviços à rede estadual de Educação, no município de Bacabal.

“Estes vigilantes são funcionários da Colt, empresa que ganhou a licitação junto ao Estado e que tem deixado estes funcionários sem pagamento há seis meses”, afirmou Roberto Costa.
Ele explicou que, no início do ano, houve um acordo pelo qual seria feito o pagamento de todos os meses em atraso até o mês de maio. “Mas, para nossa tristeza, iso não aconteceu e o pior, iniciaram ainda dois pagamentos, mas hoje os vigilantes de Bacabal e de toda a região, estão há seis meses sem receber salário. É um verdadeiro absurdo deixar um pai de família ficar seis meses sem receber, é um desrespeito muito grande”, afirmou Costa.

Roberto Costa informou outro caso absurdo envolve a Masp, empresa de serviços gerais, também na área da Educação, que já está há dois meses sem pagar o salário dos funcionários. “A grande maioria é de mães de famílias, são mulheres que na verdade comandam a sua família, que têm a responsabilidade de conseguir a alimentação, que trabalham o mês todo, e chega ao final do mês não recebem”, frisou o deputado.

Ele fez um apelo ao governo do estado, na pessoa da secretária de Educação, Áurea Prazeres, para que o problema seja resolvido, o quanto antes. “Não podemos admitir, enquanto representante da cidade de Bacabal, que esse absurdo continue. São pessoas humildes, pobres, mas que merecem todo o nosso respeito e precisam viver com dignidade”, ressaltou Roberto Costa.

Categoria: Política

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*