Blog do Garreto - A credibilidade é o compromisso da informação!

Partido do SATANÁS: PSOL expulsa deputado que tenta colocar Deus na Constituição

O PSOL expulsou neste sábado (16) o deputado federal Cabo Daciolo (RJ), eleito em 2014 após liderar uma greve de bombeiros no Rio.

A decisão foi tomada por 53 votos a 1 no diretório nacional do partido, em Brasília. Por placar mais apertado, 31 a 24, a sigla decidiu não reivindicar o mandato dele ao Tribunal Superior Eleitoral.
Daciolo foi acusado de contrariar o programa do PSOL ao tentar incluir Deus na Constituição Federal e ao defender os PMs presos no caso Amarildo.
O deputado, que é evangélico, apresentou uma proposta para modificar o parágrafo 1º da Constituição, que afirma que “todo poder emana do povo”. Ele queria alterar o texto para substituir o povo por Deus.

O líder do PSOL na Câmara, deputado Chico Alencar (RJ), afirmou que a ideia é inaceitável. “Ele colidiu com um ponto fundamental do nosso partido, que é a defesa do Estado laico. Respeitamos todas as crenças, mas o discurso fundamentalista religioso não pode ser tolerado”, disse Chico, que votou pela expulsão do colega.

Daciolo também entrou em conflito com políticos do partido que atuam na área de direitos humanos. Em março, ele defendeu a libertação de 12 policiais militares acusados de participar da morte do pedreiro Amarildo de Souza, em 2013.

De acordo com as investigações, Amarildo foi torturado e morto por PMs da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da Rocinha, no Rio.

O deputado não foi localizado para comentar a decisão do partido. Na última quarta (13), ele afirmou em nota que lutaria contra a medida.

“O PSOL sempre soube da minha fé e das minhas posições em defesa dos militares. Volto a repetir: sou cristão e acredito piamente que todo poder emana de Deus”, escreveu, em sua página no Facebook.

A ex-deputada estadual Janira Rocha (PSOL-RJ), única a votar pela permanência de Daciolo no partido, informou que ele recorrerá da decisão. Com a saída do bombeiro, a bancada do PSOL na Câmara cai de cinco para quatro deputados.

BOMBA! Dados comprovam que vereador de São Mateus fraudou seguro desemprego

Vereador Mario Veras fraudou seguro desemprego

O blog teve acesso a documentos que comprovam que o vereador pelo PT de São Mateus do Maranhão, Mario Marcos Sousa Veras, fraudou o seguro desemprego de pescador artesanal, o seguro defeso como é mais conhecido. O escândalo assombra a Câmara de Vereadores e já se tornou o assunto principal das rodas de conversas da cidade – “o vereador que fraudou o seguro desemprego”.
Ou seja, um dos requisitos para que um pescador possa receber o benefício é de que este não tenha nenhum vínculo empregatício, tampouco outra forma de renda adiversa da decorrente da atividade pesqueira. No entanto o Mario Veras mesmo já empregado como VEREADOR e empossado desde 1º de janeiro de 2013, sacou quatro parcelas do benefício no valor de R$ 678,00 cada, totalizando R$ 2.712,00.

De acordo com o documento que comprova a fraude, dois saques foram emitidos nos dias 01/02/2013, um no dia 22/02/2013 e outro no dia 22/03/2013.


Extrato comprova a fraude

PROCESSO DE CASSAÇÃO
Por ter recebido indevidamente o seguro defeso o vereador será responsabilizado judicialmente, como prevê o Código Penal em seu artigo 171 que prevê pena de reclusão de um a cinco anos, podendo ser aumentada caso o crime seja cometido em detrimento de entidade de direito público ou de instituto de economia popular, assistência social ou beneficência.

Na câmara, o vereador deverá sofrer processo de cassação, por ter quebrado o decoro parlamentar ao receber vantagens indevidas, além de ter cometido ato de improbidade administrativa.



Com informações: Blog do Jonatas

Concurso IBGE 2015: Oferta de 660 vagas para os níveis médio e superior! Iniciais de até R$ 8 mil!


(Concurso IBGE 2015)
Quem busca uma vaga no serviço público federal deve considerar o concurso que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Concurso IBGE 2015) pretendem realizar, devido à grande necessidade de pessoal e às iminentes aposentadorias. O IBGE solicita 1.564 vagas, mas, segundo o diretor-executivo, Fernando Abrantes, o Ministério do Planejamento deverá autorizar 660, sendo cerca de 400 para técnico em informações geográficas e estatísticas e 260 para analista e tecnologista.
A Associação e Sindicato Nacional dos Servidores da instituição (ASSIBGE-SN) tem pressionado a direção da fundação e o Planejamento, para que o concurso seja realizado em breve, apesar do cenário econômico desfavorável. Diante das cobranças, na última segunda-feira, dia 4, o Ministério do Planejamento confirmou para terça-feira, dia 12, às 17 horas, em Brasília, uma reunião de negociação, na qual um dos temas será o concurso. A ASSIBGE-SN aguarda também uma posição da direção do instituto, que se comprometeu a agendar um encontro para debater os interesses dos servidores.
A associação tem sido fundamental para que o processo de autorização da seleção seja mais célere. No último dia 29, a ASSIBGE-SN promoveu um ato público em frente à sede da fundação, no Centro do Rio, cobrando os diversos interesses, sendo um deles o concurso. A preocupação da associação tem por base dados que refletem o atual cenário delicado da fundação. Segundo a ASSIBGE-SN, dos 5.497 servidores do instituto, 2.071 estão em abono de permanência, o que representa 37% do efetivo. A realização do concurso, portanto, é inevitável.

Vantagens – O cargo de técnico exige o nível médio e proporciona rendimento inicial de R$3 .323,91. Já analistas e tecnologistas têm requisito de curso superior e ganhos iniciais de R$ 7.039,83, podendo chegar a R$ 8.691,63, com especializações. Todos os valores incluem o auxílio-alimentação de R$ 373. O regime de contratação é o estatutário, que garante a estabilidade empregatícia. 

O blog do Alexandre Cunha está sempre procurando novidades na área de oportunidades de empregos e sempre que tiver algo publicaremos aqui.   

Informações repassadas através do site Granconcursos onlaine  

Detalhes:

VEJA A LISTA: Aumenta para 52 número de investigados por agiotagem no Maranhão

Outros 11 gestores passaram a ser investigados após desdobramentos das operações “Imperador”, “Morta Viva” e “Marajá”

Subiu oficialmente para 52 gestores – entre prefeitos e ex-prefeitos – o número de investigados pela polícia por participação direta no esquema de agiotagem e desvio de recursos públicos da merenda escolar, medicamentos, e do aluguel de máquinas e carros no Maranhão.

O aumento no número de investigados se deu após desdobramentos das operações “Imperador”, “Morta Viva” e “Marajá”, que descobriu o envolvimento de mais três prefeitos com a máfia dos agiotas Gláucio Alencar; Eduardo Costa Barros, o Eduardo DP; e Josival Cavalcante da Silva, mais conhecido como “Pacovan”. Até o balanço da Operação Detonando, que originou as três últimas,apenas 41 prefeitos e ex-prefeitos eram suspeitos de participar da quadrilha que pode ter desviado mais de R$ 100 milhões dos cofres municipais.

Os novos suspeitos de locupletar dinheiro público para pagar empréstimos a juros contraídos em campanha, segundo investigações da Polícia Civil e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), são os prefeitos e ex-prefeitos de: São Mateus, Miltinho Aragão; Bacuri, Richard Nixon; Riachão, Crisogono Vieira; Pedro do Rosário, Irlan Serra; Marajá do Sena, Perachi Roberto Farias; Matinha, Beto Pixuta; Governador Nunes Freire, Indalécio Fonseca; São Bento, Carrinho; Coroatá, Luis da Amovelar; Olinda Nova do Maranhão, Conceição Campos; e de Codó, Zito Rolim.

Ambos tiveram encontrados cheques em posse do trio de agiotas ou celebraram contratos milionários com duas construtoras e uma distribuidora de medicamentos registradas em nome de laranjas. Eles devem ser chamados para depor nos próximos dias ou terem o pedido de prisão temporária decreta em seu desfavor.

Confirmação de lista

Apesar do surgimento de novos nomes, a prisão da ex-prefeita de Dom Pedro, Arlene Barros; e do prefeito de Marajá do Sena, Edivan Costa (PMN) – além do pedido de prisão do ex-prefeito de Zé Doca, Natim -, confirma a veracidade da lista vazada da Seic e da Gaeco.

Segundo a lista, que continha apenas 41 nomes, os gestores investigados na máfia da agiotagem e desvio de recursos comandaram os municípios arrolados durante o período de 2009 a 2012, ou estão no poder atualmente.

Abaixo, a nova lista de 52 prefeitos e ex-prefeitos suspeitos de escamoteamento de dinheiro pública por meio da Máfia da Agiotagem,:

1 – Sebastião Lopes Monteiro (Apicum­-Açu)
2­ – Leão Santos Neto (Arari)
3 – Richard Nixon Monteiro dos Santos (Bacuri)
4 – Raimundo Nonato Lisboa (Bacabal)
5 – José Farias de Castro­ (Brejo)
6 ­– Francisco Xavier Silva Neto (Cajapió)
7 – José Haroldo Fonseca Carvalho­ (Cândido Mendes)
8 – José Martinho dos Santos Barros­ (Cantanhede)
9 – Humberto Ivar Araújo Coutinho­ (Caxias)
10 – José Rolim Filho ­(Codó)
11 – Soliney de Sousa e Silva ­(Coelho Neto)
12 – Luís Mendes Ferreira ­(Coroatá)
13 – José ­Francisco Pestana (Cururupu)
14 – Maria Arlene Barros Costa­ (Dom Pedro)
15 – Indalecio Wanderley Vieira Fonseca (Governador Nunes Freire)
16 – ­Raimundo Almeida (Lago Verde)
17 – Jorge Eduardo Gonçalves de Melo­ (Lagoa Grande)
18 ­–João Cândido Carvalho Neto (Magalhães de Almeida)
19 ­– Manoel Edvan Oliveira da Costa (Marajá do Sena)
20 ­– Perachi Roberto Farias (Marajá do Sena)
21 ­– Marcos Robert Silva Costa (Matinha)
22 ­– Joacy de Andrade Barros (Mirador)
23 – José Lourenço Bonfim Júnior­ (Miranda do Norte)
24 –­ Ivaldo Almeida Ferreira (Mirinzal)
25 – Iara Quaresma do Vale Rodrigues (Nina Rodrigues)
26 –­ Conceicao de Maria Cutrim Campos (Olinda Nova do Maranhão)
27 –­ Glorismar Rosa Venancio (Paço do Lumiar)
28 – Enoque Ferreira Mota Neto (Pastos Bons)
29 – Tancledo Lima Araújo (Paulo Ramos)
30 –­ José Irlan Souza Serra (Pedro do Rosário)
31 –­ Maria José Gama Alhadef (Penalva)
32 –­ Henrique Caldeira Salgado (Pindaré Mirim)
33 ­– José Arlindo Silva Sousa (Pinheiro)
34 – Crisogono Rodrigues Vieira (Riachão)
35 – Marconi Bimba Carvalho de Aquino (Rosário)
36 ­– Márcio Leandro Antezana Rodrigues (Santa Luzia)
37 – José Nilton Marreiros Ferraz (Santa Luzia do Paruá)
38 – Carlos Alberto Lopes Pereira (São Bento)
39 – Sebastião Fernandes Barros (São Domingos do Azeitão)40 – Kleber Alves de Andrade (São Domingos do Maranhão)
41 – Alexandre Araújo dos Santos­ (São Francisco do Brejão)
42 – Luiza Moura ­da Silva Rocha (São João do Sóter)
43 – João Castelo Ribeiro Gonçalves (São Luís)
44 – Hamilton Nogueira Aragão (São Mateus)
45 –­ Leocádio Olímpio Rodrigues (Serrano do Maranhão)
46 –­ Juvenal Leita de Oliveira (Sucupira do Riachão)
47 ­– Maria do Socorro Almeida Waquim (Timon)
48 –­ Domingos Sávio Fonseca Silva (Turilândia)
49 – Raimundo Nonato Abraão Baquil­ (Tutoia)
50 – Abnadab Silveira Léda­ (Urbano Santos)
51 –­ Miguel Rodrigues Fernandes (Vargem Grande)
52 –­ Raimundo Nonato Sampaio (Zé Doca)

Governo que nos envergonha: Estado recorre para não pagar tratamento de bebê em São Paulo

Nem bem começa a semana, mais uma vez o Maranhão ganha destaque negativo na imprensa nacional. Agora, foi um caso que deixou triste e envergonhou nosso Estado.

Um casal daqui de São Luís entrou na Justiça para conseguir que o Estado pague o tratamento de um bebê que nasceu com uma doença rara, Tetralogia de Fallot (T4F), doença caracterizada pela má-formação cardíaca.

A Justiça deu ganho de causa, mas para evitar que o bebê tivesse a vida interrompida, o casal levou antes a criança para a Beneficência Portuguesa, em São Paulo, hospital especializado no tratamento.

E o que fez o governador Flávio Dino para não cumprir o que manda a Constituição Federal, que atribui a responsabilidade ao Estado para garantir a vida de seus cidadãos, recorreu da decisão judicial.

E o que é pior: alegou que a despesa com o tratamento é alta e gera riqueza para uma só pessoa, no caso o bebê.

O governador Flávio Dino quer que a Justiça do Maranhão determine a volta da criança para que ela possa ser tratada em um hospital público de São Luís, um Socorrão da vida, por exemplo. Ou melhor: que a criança venha a morrer aqui na capital.

O caso deve ser decidido por toda esta semana pela Justiça do Maranhão, mas é provável que o governador recorra às instâncias superiores ou, quem sabe até ao satanás para não gastar com o tramento do bebê.

Pior mesmo foi olhar no Bom Dia Brasil, da TV Globo, logo cedo da manhã desta segunda-feira, o apresentador Chico Pinheiro dizer que o Maranhão não é nenhuma referência na aplicação de recursos públicos. E lamentar a decisão desumana do nosso governo.

Assistam matéria do Bom Dia Brasil de hoje.


Luis Cardoso e Blog do Garreto

Ex-detento Ranyele é executado em Predeira-MA

Segunda informações que chegaram ao nosso Blog via whatsap dão conta que no sábado dia 16 por volta das 19:00hso elemento identificado “Ranyele Costa Silva” teria sido assassinado, o fato aconteceu nas proximidade do presidio da cidade de Pedreira-MA.
Segundo as informações dois elementos chegaram em uma motocicleta, invadiram sua residência e fizeram vários disparos contra o mesmo, mesmo baleado Ranyele ainda conseguiu correu, mas não escapou de seus executores.



A vitima estava cumprindo prisão no regime semi-aberto. Policiais militares fizeram varias diligencia no sentido de identificar e prender os elementos de praticar esse homicídio, porem não tiveram êxito.

Atenção prefeitos e ex-prefeitos ‘enrolados’: decisão do STF reforça poder de polícia do Gaeco

valendo

Agora é pra valer. A decisão anunciada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (14) de que o Ministério Público (MP) tem competência para exercer investigações criminais deve deixar gestores e ex-gestores de ‘orelha em pé’.

Isso significa que o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, o Gaeco, criado pelo MP, ganhou todo o poder de polícia e deve usar mãos de ferro durante a sua atuação no forte esquema de agiotagem que se instalou no Maranhão há mais de três anos.

O Gaeco em ação conjunta com a Polícia Civil comanda duas operações, a ‘Morta Viva’ e a ‘Maharaja’, realizadas simultaneamente na capital e no interior do Estado.

Na semana passada foram cumpridos mandados e os prefeitos dos municípios de Marajá do Sena e de Bacuri, Edvan Costa e Nixon dos Santos, respectivamente, e os ex-prefeitos de Zé Doca, Raimundo Nonato Sampaio, o Natim (PSC) e de Marajá do Sena, Perachi Farias foram presos. Mas a prisão foi temporária e todos já estão em liberdade.

Na ocasião foram apreendidos documentos, computadores e cheques que apontam empresários, gestores e ex-gestores envolvidos diretamente com esquemas de agiotagem aplicados pelas prefeituras desde a morte do jornalista Décio Sá, em abril de 2012.

Ao todo 42 gestores seriam investigados, mas a lista aumentou para 52.

Agora com o poder concedido ao MP no que diz respeito a investigação criminal a situação de vários ‘enrolados’ e ‘arrolados’ deve se complicar ainda mais, já que o órgão tem competência para promover, por autoridade própria, e por prazo razoável, investigações de natureza penal.

Abram o olho, se é que ainda há tempo!

BOMBA!!! Prefeito de São Mateus pode ser preso; cheque é encontrado com agiota

A deflagração das operações Morta-Viva e Maharaja, que resultou na prisão hoje (5) de um dos maiores agiotas do Estado, fez a Polícia Civil e o Gaeco descobrirem o envolvimento de outras prefeituras maranhenses no crime de agiotagem.

Uma delas é do município de São Mateus do Maranhão, comandada pelo prefeito Hamilton Nogueira Aragão.

O Blog do Luis Pablo obteve um cheque da prefeitura, que estava sob posse do agiota Josival Cavalcante da Silva, mais conhecido como Pacovan.

O cheque, conforme mostra a imagem abaixo, é no valor de R$ 106.667,00 e foi assinado com a data do dia 30 de abril – na última quinta-feira. A folha encontrada pela polícia estava dentro do cofre do agiota.

Com a prova sob o poder das autoridades, o prefeito Hamilton Nogueira passa a ser alvo de investigação e terá que explicar como o cheque da Prefeitura de São Mateus foi parar nas mãos de Pacovan.

Abaixo a imagem da folha de cheque:

Prefeitura de São Mateus

Diferente dos demais deputados que se dizem representar Alto Alegre do Ma, Rigo Teles é o único que agora resolveu mostrar uma fezinha

Rigo Teles aciona Banco do Brasil para instalar agência em Alto Alegre do MA

Só lembrando: “Alto Alegre do Maranhão conta com o apoio dos deputados: Stênio Resende, Andreia Murad, Ana do Gás e Nina Melo, os mesmos foram eleitos com a ajuda dos votos dos eleitores Alto-Alegrenses. Mas hoje, 07 meses depois nenhum dos ditos cujos mostraram sua gratidão com o povo que os mesmos diziam tanto amar, exceto o Deputado Rigo Teles que agora resolveu fazer uma fezinha” 
Veja: O deputado Rigo Teles (PV) anunciou nesta quarta-feira (13), que vai se reunir, nos próximos dias, com o superintendente do Banco do Brasil no Maranhão, Ronaldo Oliveira, para pedir, a instalação de uma agência do BB no Município de Alto Alegre do Maranhão. 
O anúncio foi feito depois que Rigo recebeu, em seu gabinete, a visita da vice-prefeita de Alto Alegre, Dra. Paula Noleto, acompanhada do esposo, Idan Torres, do presidente da Câmara, Manoel Rodrigues Pereira, vereadores e lideranças do município.
Na ocasião, a vice prefeita e as lideranças mostraram a necessidade da instalação da agência do BB em Alto Alegre, que apesar de estar vivendo um grande progresso por conta do incremento do comércio, ainda não dispõe dos serviços da instituição financeira.
De acordo com Rigo, hoje o Município de Alto Alegre do Maranhão conta com mais de 22 mil habitantes, mas ainda depende dos serviços bancários de Miranda e São Mateus, onerando e colocando em risco a população, por causa dos constantes assaltos.
MOBILIZAÇÃO NA ASSEMBLEIA
No pronunciamento, o deputado Rigo Teles pediu o apoio de todos os deputados com assento na Assembléia para conseguir a instalação da agência do BB, especialmente da deputada Nina Melo (PMDB), que também foi bem votada em Alto Alegre do Maranhão.

Na Câmara Municipal de Alto Alegre, o pedido de instalação da agência do Banco do Brasil foi feito pelo vereador José Garcia Oliveira Freitas, subscrito por todos os vereadores com assento na Casa, e apresentado durante a sessão ordinária do dia 6 de maio.
Assecom/Deputado Rigo Teles

Homem é encontrado morto na Ponte da Caxuxa em Alto Alegre do Maranhão

Em Alto Alegre do Maranhão Um homem que era conhecido como Andarilho, foi encontrado morto ontem por volta das 16:00 embaixo da ponte da Caxuxa, populares disseram que ele teve uma convulsão e acabou se afogando. A ambulância do posto de saúde municipal foi acionada os paramédicos tentaram uma reanimação, mais não tiveram êxito. 
O homem não foi identificado e segundo informações ele é da cidade de Arari – Ma, o corpo permanece na Capela do Cemitério do Setúbal. a espera de parentes para fazer o reconhecimento

Aguardem mais informações a qualquer momento.

Alto Alegre noticias com Ercias Jansen